Power Rangers Heróis Sentai & Tokusatsu na Toy Show

14/04/2018 23:32

Power Rangers na Toy Show

Reportagem: Paulo Bianchi

Novamente a Toy Show promove o encontro dos Heróis Sentai e Tokusatsu na Loja na Rua Pamplona organizado pelo gerente Paulo. Nosso repórter Paulo Bianchi e parceiro Herbert Bianchi puderam relembrar os heróis japoneses que marcaram a televisão brasileira nos anos 80 na extinta Rede Manchete. Em entrevista com os cosplays destacam-se o Murilo quem tem o grupo chamado Toku Heroes nas redes sociais a qual participam em todo o BRASIL cerca de 178 cosplays. O gerente Paulo menciona que no ano de 2018 terão diversos eventos na loja o que mais destacam-se seriam "Os Vingadores na Toy Show" nos dias 21 e 22/04 e 28 e 29/04 com a presença do vilão Thanos da estréia que será lançada nos cinemas dia 26/04/2018 Vingadores Guerra Infinita Part 1. Conheçam sobre o que é Tokusatsu. Tokusatsu (特撮?) é uma abreviatura da expressão japonesa "tokushu kouka satsuei" (特殊撮影?), traduzida como "filme de efeitos especiais". Antigamente, o gênero englobava praticamente qualquer produção cinematográfica ou televisiva que se utilizasse de efeitos especiais. Atualmente, tornou-se sinônimo de filmes ou séries live-action de super-heróis produzidos no Japão com bastante ênfase nos efeitos especiais, mesclando várias técnicas como a pirotecnia, computação gráfica, modelismo, entre outras, para simular performances de artes marciais, superpoderes, magia, armas de energia dirigida, mechas, etc. Após o final da 2ª Guerra Mundial com a vitória dos Aliados em 1945, houve uma enorme expansão nacionalista iniciada pelos Estados Unidos, que aumentou consideravelmente a criação, divulgação e produção de heróis que exaltavam tal ideal, como Superman, Mulher Maravilha e Capitão América, entre outros. Acredita-se que o Japão, temendo que essa invasão de heróis ocidentais advindos da "nação da liberdade" (um manto sob o qual cobriam-se os heróis norte-americanos) se alastrasse pelo seu território, resolveu iniciar os primeiros projetos de criação de seus próprios "heróis"[carece de fontes]. As primeiras produções tokusatsu de que se tem notícia foram os longas-metragens do monstro Godzilla (produzidos pela Toho), que fizeram muito sucesso na década de 50. Em 1958, a Toei Company deu início à produção do primeiro super-herói japonês da história: Gekko Kamen (traduzido como Máscara Luar). A partir de então, o gênero começa a abranger também as séries televisivas e produções cinematográficas de super-heróis. Nos anos 60, o gênero passa por uma grande "onda", desencadeada pelas novas tecnologias da época (principalmente pela televisão a cores), num período em que a produção de heróis aumentou consideravelmente e diversas produtoras engajavam-se na criação de novas e variadas produções. Em 1966, pelas mãos de Eiji Tsuburaya, surge Ultraman, herói que revolucionou o conceito de tokusatsu e desencadeou uma das maiores ondas produtivas, iniciando o sucesso dos chamados Kyodai Heroes (heróis gigantes), que invadiram a televisão japonesa até meados dos anos 70. Anos mais tarde, em 1971, a série Kamen Rider, do famoso mangaká Shotaro Ishinomori, ganha uma adaptação para a televisão, tornando-se um dos maiores sucessos da época e também "abrindo" uma nova franquia que, de certa forma, mostrava-se como uma antítese ao "modelo" dos heróis gigantes. Em 1975, estreia a série Himitsu Sentai Goranger ("Esquadrão Secreto Goranger"), que abre uma nova vertente no tokusatsu: o gênero Super Sentai (então chamado simplesmente de "Sentai"), que também fez grande sucesso e tornou-se uma franquia independente. Ao longo do tempo, o gênero tokusatsu aumentou de forma considerável sua abrangência: atualmente, contempla não apenas as séries e filmes de super-heróis produzidas anualmente, mas também outras produções anteriormente não abrangidas (como as adaptações live-action de mangás ou animes, por exemplo) Atualmente, quatro produtoras japonesas se destacam na produção de tokusatsus, apesar de existirem outras que também produzem o gênero, porém em número limitado. A supremacia da Toei é notável em relação a empresas menores, como a Toho ou a Takara, em razão de sua riqueza de subsídios e quantidade de patrocinadores, o que traz mais aprimoramentos aos projetos das séries. Toei Company: Maior produtora de televisão do Japão, é responsável por mais de 70% da produção de tokusatsus e criadora das franquias Kamen Rider, Super Sentai e Metal Hero. Tsuburaya: Criada por Eiji Tsuburaya (considerado um mago da televisão no país), produz a franquia Ultraman, considerado o segundo super-herói mais popular do Japão. Também já produziu outras séries como Denkou Choujin Gridman. Toho: Responsável pelos filmes do Godzilla, pelas séries Cybercops, Guyferd e pela trilogia Chouseishin (Gransazer, Justiriser e Sazer-X). P. Productions: Foi responsável por séries como Vingadores do Espaço, Spectreman, Kaiketsu Lion Maru, Fuun Lion Maru, Tiger Seven e Denjin Zaborger. Atualmente a produtora está extinta. Senkousha & Nihon Gendai Kikaku produziu as series Príncipe Planeta, Esper, Silver Kamen, Iron King e Super Robô Red Baron . Atualmente a produtora está extinta . Takara: Inicialmente uma produtora de brinquedos e outras variedades (concorrendo diretamente com a Bandai), hoje possui um núcleo que produz tokusatsu em parceria com outras empreendedoras, sendo responsável pela série Madan Senki Ryukendo e pela franquia Tomica Hero Series (Tomica Hero Rescue Force e sua continuação, Tomica Hero Rescue Fire). Tohokushinsha Film É dona da franquia de tokusatsu adulta conhecida como Garo A serie foi traga para o Brasil via Sato Company em 2015 para ser exibida na plataforma de estreaming Netflix. Atualmente, quatro produtoras japonesas se destacam na produção de tokusatsus, apesar de existirem outras que também produzem o gênero, porém em número limitado. A supremacia da Toei é notável em relação a empresas menores, como a Toho ou a Takara, em razão de sua riqueza de subsídios e quantidade de patrocinadores, o que traz mais aprimoramentos aos projetos das séries. Toei Company: Maior produtora de televisão do Japão, é responsável por mais de 70% da produção de tokusatsus e criadora das franquias Kamen Rider, Super Sentai e Metal Hero. Tsuburaya: Criada por Eiji Tsuburaya (considerado um mago da televisão no país), produz a franquia Ultraman, considerado o segundo super-herói mais popular do Japão. Também já produziu outras séries como Denkou Choujin Gridman. Toho: Responsável pelos filmes do Godzilla, pelas séries Cybercops, Guyferd e pela trilogia Chouseishin (Gransazer, Justiriser e Sazer-X). P. Productions: Foi responsável por séries como Vingadores do Espaço, Spectreman, Kaiketsu Lion Maru, Fuun Lion Maru, Tiger Seven e Denjin Zaborger. Atualmente a produtora está extinta. Senkousha & Nihon Gendai Kikaku produziu as series Príncipe Planeta, Esper, Silver Kamen, Iron King e Super Robô Red Baron . Atualmente a produtora está extinta . Takara: Inicialmente uma produtora de brinquedos e outras variedades (concorrendo diretamente com a Bandai), hoje possui um núcleo que produz tokusatsu em parceria com outras empreendedoras, sendo responsável pela série Madan Senki Ryukendo e pela franquia Tomica Hero Series (Tomica Hero Rescue Force e sua continuação, Tomica Hero Rescue Fire). Tohokushinsha Film É dona da franquia de tokusatsu adulta conhecida como Garo A serie foi traga para o Brasil via Sato Company em 2015 para ser exibida na plataforma de estreaming Netflix. As séries tokusatsu são divididas em grupos ou franquias nos quais cada um possui suas peculiaridades. São elas: Kamen Rider, Sentai/Super Sentai, Metal Hero, Ultraman, Henshin Hero, Kyodai Hero e Kaiju. O tokusatsu chegou ao Brasil em 1964, com a exibição de National Kid pela TV Rio[3] e pela TV Record,[4] logo em seguida, foi exibida pela Tv Globo[5] A série foi um sucesso de público (ao contrário de seu país de origem, em que foi um fracasso): porém, com a ditadura militar da época, a série foi submetida à censura prévia e posteriormente cortada. E ainda nos anos 60 viriam dar as caras na TV Brasileira mais series japonesas como Vingadores do Espaço ( TV Bandeirantes ),Ultra Q ( TV Bandeirantes ), Ultraman (TV Bandeirantes ), Príncipe Dinossauro (TV Bandeirantes ) e depois exibido na TV Record no começo da década seguinte. Nos anos 70, seria exibida a série Esper na TV Gazeta e Ultraman agora na Rede Tupi e mais duas series da família Ultra, Ultraseven e O Regresso de Ultraman fizeram sucesso ao serem exibidos nesta emissora já extinta. Além deles, séries como Vingadores do Espaço e Robô Gigante também foram exibidas com sucesso por essa emissora. No começo da década de 80, vieram Spectreman exibido na TV Record e depois pela TVS . A partir do fim da década, chegam ao Brasil: Jaspion e Changeman, através um investimento arriscado do empresário Toshihiko Egashira em parceria com a Rede Manchete. Ao contrário do que se pensava, as séries obtiveram um enorme sucesso, gerando uma explosão do gênero de super-heróis japoneses no Brasil, abrindo as portas do mercado para a vinda de novas séries e a venda de produtos e brinquedos. Por conta disso, a segunda metade dos anos 80 e a primeira metade dos anos 90 foram marcadas por essa "onda" de super-heróis japoneses na televisão. Isso se deu até meados dos anos 90, quando o gênero tornou-se cada vez menos explorado até desaparecer da televisão quase que por completo no início dos anos 2000. Em 1993, a Sato Company lançou a série National Kid em VHS. Na primeira metade da década de 2000, a série Kamen Rider Kuuga chegou a ser adquirida pela empresa DaLicença (a mesma licenciadora que trouxe animes como Dragon Ball Z, Card Captor Sakura e outros), mas não houve interesse das redes de televisão em exibi-la. Além disso, há rumores de que cinco séries (Bioman, Liveman, Turboranger , Exceedraft e Robô Investigador Janperson ) foram adquiridas por empresas brasileiras ainda na década de 90, mas não chegaram a ser exibidas. Segundo Egashira, antigo dono da Everest Vídeo (e posteriormente Tikara Filmes), o sucesso do gênero tokusatsu fez com que muitas empresas, tais como a Oro Filmes, a falida Top Tape e a extinta Globo Vídeo, também se interessassem pelo filão, o que acabou saturando o mercado e o público-alvo com o passar do tempo. Além disso, um fator apontado como causa para o desgaste do gênero no país foi a massiva exploração comercial sobre esse tipo de seriado a partir dos anos 90, o que, a longo prazo, acabou "dissipando" o interesse no gênero, não mais considerado como algo "inovador" e, dessa forma, perdendo seu potencial econômico. Algo digno de nota, ainda, é a "concorrência" com a franquia nipo-americana Power Rangers, criada por Haim Saban e que utiliza as cenas de ação das séries originais e as adapta para o público norte-americano. Sendo a franquia norte-americana, seus custos de aquisição, licenciamento comercial, tradução e dublagem se mostram muito mais baratos do que os das séries originais, de maneira que o investimento na adaptação — em detrimento da série original — seria economicamente mais seguro e lucrativo. Em 2000, a Rede Record exibiu a série Ultraman Tiga. Em 2006, o filme Ultraman The Next foi lançado oficialmente no Brasil em DVD pela Impact Records. Em 2007, foi lançado o longa-metragem Ultraman Tiga - A Odisseia Final, pela mesma empresa. No dia 13 de setembro de 2008, o canal Cinemax exibiu o filme "Ultraman Mebius & Ultraman Brothers". Em outubro de 2008, foi confirmada a aquisição da série Madan Senki Ryukendo pela RedeTV!. A série estreou em 13 de abril de 2009, no horário das 19:00. Apesar de muitos fãs terem criticado a dublagem (tirada da dublagem em espanhol), a série completou sua exibição até o final. Em 2009, a empresa Focus Filmes, anunciou a compra dos direitos e o lançamento de três séries do gênero em DVD: Jaspion, Changeman e Jiraiya, todas exibidas pela Rede Manchete nas décadas de 80 e 90. As três séries foram lançadas em boxes no mesmo ano. Posteriormente, a empresa lançou a série Jiban, também clássico da Rede Manchete, completa em dois boxes. Em 2012 o canal de tv paga TCM reprisa uns filmes clássicos de tokusatsu, no canal passou Godzilla, Rodan, Mothra, The H-Man, The Manster e The Green Slime passaram no canal. Entre 2014 e 2015, o serviço de streaming Crunchyroll exibe as séries Ultraman Leo, Ultraman 80, Ultraman Mebius, Ultraman Max e a recente Ultraman X, além disso, filmes da franquia foram distribuídos pela Focus Filmes e exibidos no canais da rede HBO. Em Maio de 2015, foi anunciado que a Sato Company teria assinado com o serviço de streaming Netflix para exibir as séries Jaspion, Changeman, Flashman, Jiban, Jiraiya, National Kid, Black Kamen Rider e a inédita Garo. Em Julho do mesmo ano, a Editora JBC anunciou o mangá Ultraman, roteirizado por Eiichi Shimizu e ilustrado por Tomohiro Shimoguchi, publicado desde 2012 na revista Monthly Hero’s da editora Shogakukan, o mangá conta a história de um novo Ultraman, Shinjiro Hayata, filho de Shin Hayata, o Ultraman original.[9] Entre setembro e novembro do mesmo ano, os cinemas do Grupo PlayArte exibem o "Festival Tokusatsu", uma parceria entre Grupo PlayArte, Sato Company e Focus Filmes, sendo exibidos as séries Jaspion, Jiraiya, Flashman, Jiban, e filmes das franquias Ultraman: Ultraman Mebius & 6 Irmãos Ultra – Yapool Ataca!, Ultraman Mebius & 8 Irmãos Ultra - A Grande Batalha Decisiva e Ultraman - O Filme: Mega Batalha na Galáxia Ultra, e Rurouni Kenshin: Samurai X - Rurouni Kenshin: O Filme, Samurai X - Rurouni Kenshin: O Inferno de Kyoto e Samurai X: O Fim de uma Lenda. Em julho de 2016, foi anunciado que as séries Jaspion, National Kid e Jiraiya seriam exibidas por um novo serviço de streaming, o Wow!Play,pertencente a Sato Company, em fevereiro de 2017, a distribuidora lança um canal no Youtube que transmite episódios das séries. Séries exibidas National Kid exibida pela TV Paulista ( atual TV Globo),TV Record e Rede Manchete nesta última emissora redublado. Vingadores do Espaço exibida pela TV Bandeirantes, Rede Tupi e TV Record . Ultra Q (Urutora Kyū) exibida pela TV Bandeirantes. Ultraman exibida pela TV Bandeirantes ,Rede Tupi ,TVS ,Rede Manchete e Rede Brasil nestas duas últimas a série passou redublada . Príncipe Dinossauro exibida pela TV Bandeirantes e TV Record. Kousoku Esper exibida pela TV Gazeta e TV Globo. Ultraseven exibida pela Rede Tupi e TV Record . Ultraman Jack exibida pela Rede Tupi e TVS Robô Gigante exibida pela Rede Tupi e TV Record. Spectreman exibida pela TV Record e TVS . Jaspion exibida pela Rede Manchete , Rede Record , CNT e Rede Brasil. Esquadrão Relâmpago Changeman exibida pela Rede Manchete ,Rede Record , CNT e Rede Brasil. Comando Estelar Flashman exibida pela Rede Manchete , Rede Record , CNT e Rede Brasil. Jiban exibida pela Rede Manchete e Rede Brasil . Jiraiya exibida pela Rede Manchete , Rede TV!, NGT e Rede Brasil. Jaspion 2 - Spielvan exibida pela Rede Manchete . Lion Man exibida pela Rede Manchete. Lion Man Branco exibida pela Rede Manchete somente 13 episódios foram exibidos. Winspector exibida pela Rede Manchete. Cybercops exibida pela Rede Manchete e CNT . Patrine exibida pela Rede Manchete. Goggle V exibida pela Rede Bandeirantes, Rede Record . Metalder exibida pela Rede Bandeirantes. Machine Man exibida pela Rede Bandeirantes, Rede Record e NGT. Sharivan exibida pela Rede Bandeirantes e Rede Record . Gavan com o nome Space Cop exibida pela Rede Globo e TV Gazeta. Bicrossers exibida pela Rede Globo e TV Gazeta . Shaider como o nome Sheider exibida pela TV Gazeta e Rede Globo. Kamen Rider Black exibida pela Rede Manchete. Kamen Rider Black RX exibida pela Rede Manchete. Defensores da Luz Maskman exibida pela Rede Manchete e Rede TV!. Solbrain exibida pela Rede Manchete. Ultraman Tiga exibida pela Rede Record.Ryukendo exibida pela Rede TV!.

Vídeo e fotos: Herbert Bianchi

 

Voltar

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!