Cantora Gospel Pamela

14/11/2019 12:21

Moderna e ditando tendências:

 cantora gospel Pamela 

vai de funk à dicas de beleza na web,

 encabeçando uma geração  

de "cristãos modernos"

 

A cantora, que já foi até indicada ao Grammy Latino 
na música gospel, foge dos costumes  tradicionais
 das  igrejas, ganha força como  influenciadora e 
afirma: "no meio artístico 
evangélico é tudo muito  perfeitinho. Eu sou igual a
 todo mundo, erro e  peço desculpas."
 
Sem saias longas e cabelos até o joelho. A cantora
 Pamela fugiu aos padrões  tradicionais e antigos
 da igreja e faz parte de uma geração de evangélicos 
modernos.
 Primeira cantora gospel a gravar um funk, sucesso
 nas rádios  cristãs e seculares e com um extenso
 público  LGBT, Pamela transcendeu 
o universo da música e hoje é também uma digital
 influencer. 
Com dicas de moda e beleza, a dona
 do hit "Tempo de Sorrir" 
já acumula mais de 300 mil seguidores no Instagram 
e mais de 
6 milhões de visualizações no youtube. 
Ela é moderna e vem ditando tendências.
 
Pamela, que teve sua criação em igrejas tradicionais ,
 conta que nunca  se adaptou a  costumes tradicionais
 evangélicos: 
"não era eu, eu não conseguia me entregar. 
Quando  mudei, me encontrei e me entreguei 
pra Jesus 100%. 
Ele morreu na Cruz para que fossemos livres".
E, hoje, atribui  seu sucesso justamente 
a seu diferencial. "Sempre fui muito 
estilosa, muito moderna para o meio gospel
 em que eu vivia,  até pelo estilo de música, 
um pop para o público teen. 
Sempre fui na contramão, por isso fui 
tão criticada e por isso  também me
 destaquei no cenário gospel", conta.
 

Louvor fora da caixinha
 
Levar a mensagem do evangelho para todos, esse é
 o objetivo da cantora com a música, 
e por isso, aposta em ritmos populares 
como o pop e o romântico.
 "A música é maior que qualquer coisa, 
qualquer placa de igreja, qualquer imposição. 
Ela tem o simples objetivo de levar
 a palavra de Deus. 
Quando eu gravei um funk cristão, 
eu saí do tradicionalismo", conta.
 

Pamela revela também sobre a origem de seu primeiro funk, 
que não partiu da cantora e conta que sentiu medo de algo tão
 arriscado no meio gospel: "a ideia não foi minha, foi da minha
 gravadora MK, que lançou um projeto muito ousado chamado 
‘os arrebatados’, todo eletrônico. Daí escolheram uma música 
minha que já era sucesso e fizeram um funk. 
Me convidaram e eu mesmo com medo, topei".
 
Além de sua música, a cantora pra lá de contemporânea diz que
 seu  diferencial no meio cristão é sua personalidade, e é direta 
ao dizer que  tem muita gente mostrando ser o que não é.
 "Eu nunca fingi ser algo que eu não sou. Acredito que muitos 
artistas  gospel deixam de mostrar o que eles pensam sobre 
determinados  assuntos para isso não os queimar com o público. 
Eu nunca escondi o que eu faço. Não adianta nada a gente esconder
 as coisas das pessoas, porque não esconderemos de Deus".
 

Público LGBT e outras religiões
 
Uma certa rixa entre as igrejas evangélicas e o público LGBT não 
é novidade, mas Pamela garante que isso está mudando. 
"Eu tenho muitos fãs homossexuais. Eu amo o carinho que recebo
 deles.
 Eu não to aqui pra julgar ninguém, não to aqui pra atirar pedra,
 Jesus  nunca fez isso. Eu to aqui pra que a minha voz
 seja a voz de Deus".
 

Atravessando o terreno das igrejas evangélicas, o público 
de Pamela  está também em outras religiões. 
"Eu consigo conversar não só com 
os evangélicos, mas tenho fãs de muitas religiões.
 Todos os dias recebo mensagens de todos os tipos de 
pessoas dizendo que a minha música 
ajudou num momento difícil, que foi uma mensagem positiva",
 conta sobre sua influência.
 
Digital influencer
 

Há menos de dois anos, Pamela se encontrou no mundo digital.
 Primeiro como consumidora, a influencer foi se apaixonando cada vez 
mais pelo universo da  moda e beleza. 
"Eu comecei a seguir outras blogueiras que me inspiram, 
como Bela Falconi, Boca Rosa, Rayza Nicacio e sempre gostei muito. 
Eu assistia apenas, mas depois pensei ‘por que eu não posso passar
 isso para o meu público?’, e foi aí que começou, de uma forma muito 
natural", conta a cantora, que afirma ter um retorno muito positivo.
 
Além das dicas de moda, beleza e estilo de vida, Pamela atribui o sucesso
 nas  redes sociais a intimidade que cria com os seguidores: 
"As pessoas me conhecem, a gente cria uma intimidade. Acho que por isso 
Deus me abençoa tanto e tantas pessoas se identificam tanto comigo", finaliza.
 

O que vem por aí
 
A cantora e seu marido, o produtor musical Márcio Carvalho, 
estão esperando seu primeiro filho. A pausa nos palcos será 
uma consequência,  mas Pamela garante que não deixará seus
 fãs sem conteúdo. 
Em parceria com a ONErpm, focada em conteúdo digital, a influencer 
gravou o projeto "Live Tempo de Sorrir". Gravado totalmente ao vivo, 
sem edições, a Live terá as músicas do disco produzido em 2014.
 

"Como vou me ausentar um tempo das turnês por causa da gravidez, 
eu preparei esse conteúdo pra galera não ficar com muita saudade de
 mim nos palcos", diz a cantora que revela que o projeto tem o objetivo 
de mostrá-la na real: "Está bem a minha cara, tem a minha essência, 
a Pamela Pop, alegre, que ama uma performance e exerce a 
sua arte com muita paixão. Esse projeto traz uma mensagem positiva,
 é um álbum dançante, alegre que não vai deixar ninguém parado, 
ao mesmo tempo ele toca o coração e faz a gente ficar mais
 perto de Deus", finaliza.
 
Saiba mais sobre Pamela:
 
 
Contato Jornal1
 

Instagram ricardomarujojornal1

https://www.instagram.com/ricardomarujojornal1/?hl=pt-br

Youtube Ricardo Marujo (Mais de 1 milhão de visualizações) 

 https://www.youtube.com/watch?v=88iiL8CByyg&t=262s

email ricardogemeos11@hotmail.com, Whatz 962672134


 

 

Voltar

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!